Quebra Pedra pacote com 100 gramas

Modelo: folhas

Disponibilidade: 10

Preço: R$7,0
Qtd:
Este produto tem uma quantidade mínima de 5 para venda

Atenção: Este chá não se encontra disponível para venda, assim que ele estiver disponível para venda informaremos. 

Data desta atualização de informações: 09/05/2018

O chá de quebra-pedra (Phyllantus) é um dos mais populares chás medicinais utilizados no nosso país. Os benefícios são voltados aos rins, sendo ótimo diurético e também famoso por eliminar cálculos renais, que são comumente chamados de “pedras nos rins”.

Essa planta costuma nascer nos espaços entre pedras, podendo ser encontrada facilmente em quintais ou até nos passeios das calçadas, entre fendas em muros, etc. Essa facilidade contribui para a popularidade do uso desse chá, que passa de geração à geração naturalmente.

Propriedades

A erva quebra-pedra pode ser usada para o combate às pedras nos rins, cólica renal, infecções respiratórias, catarro, ácido úrico elevado, amenorreia, disenteria, inchaços, problemas na próstata, hepatite B e falta de apetite. Seus benefícios se devem às suas propriedades diuréticas, analgésicas, anti-inflamatórias, adstringentes, relaxantes, anticancerígenas, anti-infecciosa, e por conter ácido linoleico, linolênico e ricinoleico, compostos fenóicos, vitamina C, lignanas, triterpenóides, flavonoides quercetina, rutina, astragalina, nirurina, fisetina, glicosídeos, triacontanal, hipofilantina, derivados flavonicos, triterpenóides, esteroides e estradiol.

Como fazer o chá de quebra-pedra

Para o preparo do chá, é preciso pegar 1 litro de água e 10 gramas das folhas secas de quebra-pedra. Coloque as folhas na água, e leve ao fogo. Deixe ferver por aproximadamente 10 minutos. Desligue o fogo, tampe o recipiente e deixe descansar por cerca de dez minutos.

Consuma de duas a três xícaras ao dia.

Efeitos colaterais e contraindicações

O chá deve ser tomado em períodos curtos, por até 21 dias, uma vez que pode ser tóxico. Se for necessário continuar o tratamento, faça uma pausa de uma semana, e então tome durante mais três.

O chá não deve ser consumido por crianças, mulheres grávidas e em fase de amamentação.

Para que usar o chá?

O chá de quebra-pedra já teve seu uso comprovado por muitas pesquisas como um elemento benéfico aos rins. No entanto, seu uso como efetivo na eliminação das pedras nos rins ainda não foi comprovado, e há destoantes opiniões entre os profissionais de medicina. Alguns médicos acreditam que o chá evita a formação dos cálculos renais, no entanto, é importante estar atento ao consumo, uma vez que o uso excessivo de diuréticos faz com que se percam muitos minerais importantes ao organismo humano.

Segundo alguns registros, o chá já vem sendo usado por indígenas para o tratamento de infecções urinárias, edema nefrítico, com efeito antibacteriano, no combate ao câncer, conjuntivite, alergias, diabetes, diarreias, infecções de garganta, tratamento de aftas e também age como um purificante do fígado.

Modo de usar
Para fazer o chá, ferva durante 10 minutos 10 gramas da planta seca em 1 litro de água. Tome 2 a 3 xícaras ao dia. Para cálculos renais, tome o chá à vontade durante o dia por três semanas. Pare sete dias e, se necessário, repita.

Para câncer, use 40 gramas da planta fresca para um litro de água. Tome três xícaras ao dia.

 


Para diabetes, use 75 gramas da erva fresca para um litro de água. Tome duas xícaras ao dia.

Para distúrbios renais, use 30 gramas da planta fresca para um litro de água. Tome três xícaras ao dia.
 
Para diurese, use 35 gramas da planta fresca para um litro de água. Tome três xícaras ao dia.

O chá de quebra-pedra elimina mesmo os cálculos renais?

Os tratamentos  com chás medicinais, embora muito usados pela população, nem sempre tem o aval da medicina tradicional, especialmente se não houver vários estudos que comprovem os benefícios esperados desse uso. O chá de quebra-pedra já foi aprovado por diversas pesquisas como sendo benéfico aos rins, por sua propriedade diurética, sendo aceito pela maioria dos médicos como ótimo coadjuvante nos tratamentos. Apesar disso, quanto ao fato de eliminar ou desmanchar cálculos renais, ainda não há um consenso por parte dos profissionais, sendo que alguns não admitem o tratamento de problemas renais com chás medicinais, enquanto outros, acreditam que o chá pode prevenir a formação desses cálculos, se administrado de forma correta, mas não acabar com eles.

Segundo esta ideia, o chá evita o agrupamento de cristais de cálcio que se unem para formar os cálculos renais, mas, quanto à desmanchar as “pedras” ou expeli-las, não existe comprovação científica e os nefrologistas costumam alertar para o risco desse tipo de tratamento, que pode aumentar a dor quando existe um cálculo obstruindo o canal que liga a bexiga aos rins. Beber líquidos, tanto água quanto chás em excesso, não garantirá que esse cálculo se mova, portanto, não é aconselhável.

O uso de diuréticos em excesso faz com que se percam muitos minerais importantes ao bom funcionamento de nosso organismo, por isso, o costume de beber esse tipo de chá em lugar de água, preparando uma jarra e bebendo-a toda durante o dia, não é uma boa ideia! A falta de alguns elementos, como o potássio, acarretam muitos problemas sérios de saúde, por isso, embora o consumo de chás diuréticos seja benéfico, deve-se respeitar a dosagem, como qualquer medicamento. A indicação é de quatro xícaras de chá ao dia, no máximo!

Deve-se preparar uma infusão, fervendo-se uma xícara de água e acrescentando à ela uma colher de sobremesa do chá. Deixa-se a xícara tampada por alguns minutos e depois de morno, coa-se.

Esse chá também tem outras indicações e, segundo registros, já era usado por indígenas para algumas delas

  • Infecções urinárias;
  • Edema nefrítico;
  • Antibacteriano;
  • Câncer;
  • Conjuntivite;
  • Antialérgico;
  • Diabetes;
  • Purificante do fígado;
  • Diarréias;
  • Tratamento de aftas;
  • Infecções de garganta;
  • Anti-inflamatória.
  •  

Fazer um comentário

Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.
Ruim           Bom